• 14/05/2024

"Os aditivos também são aconselháveis nos novos tipos de gasóleo"

#Acampamento
#Automóvel

Os sedimentos e o desgaste também ocorrem nos tipos de gasóleo modernos, adverte a LIQUI MOLY.

Os novos combustíveis alternativos oferecem aos clientes mais opções nos postos de abastecimento. B10 e XTL ou HVO são gasóleos mais ecológicos. David Kaiser, diretor de investigação e desenvolvimento da especialista em lubrificantes LIQUI MOLY, explica em entrevista o que se deve ter em conta antes de abastecer as novas variantes de combustível.

B10, XTL, HVO - Três abreviaturas, mas apenas dois novos tipos de combustível. O que significa realmente?

No caso do gasóleo B10, a explicação é simples. Em comparação com o anterior B7, cuja percentagem de biodiesel é de 7%, o B10 contém 10%. Os restantes 93 ou 90% são gasóleos fósseis. Este combustível ainda é composto por matérias primas pouco processadas. Ao contrário do HVO, que significa "Hydrotreated Vegetable Oils" (óleos vegetais hidrotratados). São obtidos a partir de óleos alimentares ou vegetais usados. Por trás do XTL está o X-To-Liquid. O X representa qualquer fonte de energia que seja liquefeita. O material de partida pode ser qualquer matéria-prima. Esta é transformada em gasóleo parafínico num processo de fabrico sintético.

O procedimento é sempre o mesmo?

Não. Existem dois tipos diferentes. No processo Fischer-Tropsch, os combustíveis são produzidos a partir de um gás de síntese, que serve de base. Este é composto por hidrogénio e monóxido de carbono e pode ser originalmente biomassa, carvão, gás natural ou hidrogénio verde e CO2 proveniente do ar. O aditivo dá ao combustível o seu nome: BTL significa

Biomass-To-Liquid. No caso do CTL, o C significa carvão e, no caso do gás, o combustível é chamado GTL se for utilizado gás natural, ou E-Fuel se for utilizado hidrogénio de eletrólise. O outro processo utiliza óleos vegetais hidrogenados e é conhecido pela abreviatura HVO. Pode ser abastecido em estado puro ou misturado com gasóleo fóssil.

Existem designações específicas para estas misturas?

Sim. Dependendo da percentagem de HVO, o combustível é denominado diesel verde 25, diesel verde 90 ou HVO 100 ou C.A.R.E. Diesel.

Onde podem ser utilizados estes combustíveis alternativos?

Em todos os veículos homologados pelo fabricante. Se no lado interior da tampa do depósito de combustível se encontrar um símbolo com a identificação XTL ou B10, o combustível pode ser abastecido sem qualquer problema.

Quais são as diferenças em relação ao gasóleo convencional?

Na prática, as novas variantes de gasóleo não têm um desempenho inferior ao do gasóleo disponível até agora. Os ensaios demonstraram isso. Devido à sua natureza sintética, o XTL e o HVO têm uma qualidade tecnicamente superior, uma vez que não contêm aromas nem outros subprodutos. O índice de cetano, até 74, também é mais elevado do que no gasóleo fóssil (54). Isto é vantajoso para o comportamento de combustão no motor. Além disso, são produzidos menos 30% de partículas finas e óxidos de azoto. Além disso, há uma diminuição do desgaste de componentes como o filtro de partículas e o sistema de recirculação dos gases de escape (EGR). Em comparação com o biodiesel ou o gasóleo mineral, o combustível alternativo queima de forma mais limpa e é mais resistente ao envelhecimento.

Parece muito bom para os condutores, mas menos bom para um fabricante de aditivos que protegem contra o desgaste e garantem uma combustão limpa. Os aditivos de combustível da LIQUI MOLY continuam a ser necessários?

A referida redução de 30% do desgaste de componentes técnicos significa apenas menos desgaste, mas não a inexistência de desgaste. A formação de resíduos e sedimentos em resultado do processo de combustão continua a ocorrer, embora menos do que no gasóleo B7. Para que o motor tenha a máxima longevidade possível, também recomendamos, ao abastecer os novos tipos de combustível, aditivos que limpem e cuidem do sistema como, por exemplo, o produto de limpeza do sistema do motor Diesel. Sobretudo porque os novos tipos de gasóleo não possuem as mesmas propriedades lubrificantes que o combustível convencional para autoignição. Os nossos aditivos para gasóleo podem ser utilizados sem problemas em B10 e XTL.

Por fim, mais alguma dica de especialista?

Quem quiser mudar de gasóleo fóssil para HVO e XTL, é aconselhável limpar o sistema de combustível com aditivos. Desta forma, os sedimentos existentes são removidos. Adicionar regularmente aditivos no depósito ao abastecer os novos combustíveis permite evitar resíduos de combustão.

Aditivo Super Diesel

Elimina depósitos em sistemas de injecção diesel e na câmara de combustão e impede a nova formação dos mesmos. Conserva todos os componentes do sistema de injecção diesel. Previne a gripagem e resinificação das agulhas de injecção. Aumenta o índice de cetano, melhora a facilidade de ignição do combustível diesel e garante um funcionamento suave do motor. Protege todo o sistema de combustível contra a corrosão e desgaste. Optimiza os valores exigidos pelo teste de gases de escape e a potência do motor. Os motores limpos consomem menos combustível e reduzem as emissões poluentes.

  • impede a formação de depósitos
  • previne a gripagem e resinificação das agulhas de injecção
  • optimiza o rendimento do motor
  • testado para catalisadores
  • mantém os injectores limpos
  • mantém o sistema de combustível limpo
  • elevada protecção contra o desgaste
  • boa protecção contra a corrosão
  • garante baixo consumo de combustível
  • para combustíveis diesel com baixo teor de enxofre
  • aumenta o efeito de lubrificação
  • aumenta o índice de cetano
  • excelente estado de limpeza
Cláudio Delicado
Strategic Communication & Marketing
Telefone:
+351 (21) 925 07 32
Fax:
+351 (21) 925 07 34
E-mail:
claudio.​delicado@​liqui-​moly.com