• 4min

Trajetos curtos – Efeitos e respetiva prevenção

#Automóvel
#Carro antigo

A condução frequente em trajetos curtos favorece o desgaste prematuro do seu veículo. É especialmente o sistema do motor que é afetado. Vamos explicar-lhe tudo sobre os impactos negativos e como os combater.

Efeitos no sistema do motor da condução em trajetos curtos

Frequentes arranques a frio devido à utilização em trajetos curtos abaixo do limite de 10 km, como, por ex., na cidade, afetam negativamente o funcionamento do motor. Neste breve período de tempo, não é possível atingir a temperatura de serviço ideal. O óleo do motor não aquece até à temperatura ideal, por isso, não atinge todos os componentes do motor, não os lubrifica nem os protege contra fricção, desgaste e danos.

Além disso, devido à temperatura insuficiente, o combustível injetado não é totalmente queimado. Por um lado, isto leva a uma maior formação de resíduos de combustão que, com o tempo, se depositam nos injetores e na câmara de combustão. O consumo aumenta consideravelmente, o motor funciona de forma irregular e, no pior dos cenários, sofre danos dispendiosos. Por outro lado, a parte não queimada chega ao cárter de óleo, onde se mistura com o óleo do motor. Esta mistura reduz a capacidade de lubrificação do óleo, o que também pode provocar danos dispendiosos a longo prazo.

O filtro de partículas diesel também é afetado: os filtros de partículas diesel são componentes essenciais para garantir as especificações legais de emissões dos veículos a diesel modernos. Filtram a fuligem dos gases de escape que surgem durante a combustão do combustível e, em seguida, queimam-na. No entanto, em trajetos curtos, não se atinge a temperatura de combustão de aprox. 600 °C. Com o tempo, isto tem como consequência a obstução do filtro de partículas diesel, podendo ocorrer um aumento do consumo de combustível e problemas no motor.

Prevenção de danos causados por uma utilização em trajetos curtos

O óleo suja-se mais depressa que o habitual em trajetos curtos. Por este motivo, o óleo do motor sujo deve ser impreterivelmente substituído no âmbito de uma mudança de óleo regular, mesmo que fora dos intervalos indicados pelo fabricante. As nossas oficinas de assistência perto de si tratam disto de forma rápida e simples.

Encontrar uma oficina

Além disso, deve limpar regularmente o sistema de injeção dos depósitos que se formam ou, ainda melhor, evitar estes depósitos como forma de prevenção. O Aditivo Super Diesel ou o Injection Cleaner são adequados tanto para a limpeza como para a prevenção. Pode utilizá-los facilmente de forma autónoma e adicioná-los ao combustível a cada abastecimento. Os aditivos de combustível limpam o sistema de injeção de depósitos e evitam que se voltem a formar, mesmo que a frequência de condução em trajetos curtos se mantenha. Os resíduos queimados são removidos de forma fiável das agulhas dos injetores, e a combustibilidade do combustível aumenta. O processo de combustão do combustível melhora mesmo com baixas temperaturas do motor, o que resulta em significativamente menos resíduos de combustível no óleo do motor, reduzindo a sua contaminação.

Para manter o filtro de partículas totalmente funcional a longo prazo, mesmo em trajetos curtos frequentes, recomenda-se a utilização preventiva da proteção do filtro de partículas diesel. O aditivo altamente eficaz reduz a formação de fuligem durante a combustão de combustível, serve de auxiliar de regeneração para o filtro de partículas diesel e contribui, assim, eficazmente para a redução das emissões.