36

Na sua circular de hoje, Ernst Prost mostra a importância da confiança, do respeito e da amizade no sucesso da empresa

Caros co-empresários. Estimados(as) senhores e senhoras. Olá, amigos!

Confiança, respeito, amizade. Quando falo a um redator destes três pilares do nosso sucesso, consigo imaginar a testa franzida do meu interlocutor ao telefone... Demasiado idealista? Na verdade, desde o início do coronavírus, contratamos 36 pessoas, criando assim novos postos de trabalhos. Distribuímos 4 milhões de euros de produtos gratuitos a organizações de emergência na Alemanha. Investimos também 18 milhões de euros em publicidade para a nossa marca e os nossos produtos, para o bem dos nossos vários clientes nas lojas e nas oficinas. E tudo isto no meio de uma das maiores crises de todos os tempos... Não somos empregadores nem gerentes, somos empresários, 1000 co-empresários que trabalham com coragem, zelo e conhecimento especializado!!! E sim: também somos idealistas... E que tal o nosso volume de negócios este semestre? Esteve 2 por cento acima do volume de negócios do período homólogo do ano passado! Ainda têm perguntas?

Confiança, respeito, amizade. Os três pilares do nosso sucesso e os ingredientes mais importantes da nossa convivência. “A confiança é boa, o controlo é melhor.” Disparate! Não preciso de controlar um amigo em quem confio.

Trabalhamos com hierarquias horizontais, vias de decisão curtas e equipas experientes na amizade. Os egomaníacos e os carreiristas não têm hipótese connosco. Nós somos a marca e onde, por vezes, falta talento compensamos com espírito combativo e moral, como acontece no desporto. Também não precisamos de muitas orientações porque todos queremos o mesmo. Não precisamos de dizer a pessoas adultas o que é importante. Combinar, informar, treinar. Basta isto numa comunidade de pessoas que trabalham com dedicação e alegria num desafio. 1000 co-empresários que fazem todos algo para alcançar objetivos, cumprir tarefas e criar sucessos, divertindo-se no processo. Não é preciso incentivo, penalização nem motivação fingida. A motivação já se encontra em cada um de nós!!! Também não precisamos de gurus motivacionais para nos dizer "Tu consegues", nem de empresas de consultoria. Nós já sabemos o que tem de ser feito. E fazemo-lo!! Fazer em vez de falar está muito mais no ADN da nossa empresa e no nosso caráter do que tudo o resto.

Às vezes, tenho a sensação que complicar o que é simples para que um consultor salvador fature enormidades é um modelo de negócios muito lucrativo... É fácil complicar, mas é difícil simplificar... Quanto maior a complexidade de uma oportunidade, mais apostamos na simplicidade e no bom senso saudável.

Confio na nossa força, no nosso conhecimento e na nossa energia. Vivemos de 1000 fontes pequenas e diferentes que todas se preocupam com o facto de o curso maior ter sempre água suficiente. E é assim que nos tornamos melhores, mais rápidos e mais espertos mutuamente. Porque nos ouvimos uns aos outros e aprendemos uns com os outros. Somos uma equipa bem rodada e todos temos um forte espírito vencedor. E tal como nos ouvimos uns aos outros também ouvimos os nossos clientes. Afinal, fazemos magia para os nossos parceiros e amigos de negócios, para as oficinas, os revendedores e os automobilistas. Prefiro perguntar a aparafusadores, mecânicos, chefes de oficina, representantes de venda e vendedores em lojas o que temos de fazer e o que esperam de nós do que perguntar a consultores empresariais que só sabem de teoria. Este caminho leva-nos a todos a um resultado com vantagens a todos os níveis.

Os melhores negócios são aqueles que nos beneficiam a todos e onde não há perdedores!! (Isto aplica-se, aliás, também à política e à nossa convivência na sociedade...)

E se forem até à origem destes pensamentos, voltarão a ouvir falar de confiança, respeito e amizade...

Com amizade,

Ernst Prost