"O isolamento faz surgir a inspiração"

O diretor da LIQUI MOLY, Ernst Prost, fala sobre a tomada de boas decisões

Caros(as) co-pensadores(as) e co-criadores(as),

Quando queremos pensar muito bem em algo de muito importante, fazemos um "conclave". A clausura faz lembrar os mosteiros ou as ermidas. Sim, é verdade... Pensar com clareza é mais fácil quando estamos fechados e separados do mundo do que no meio do ruído e da azáfama. A distância ajuda a pensar e o isolamento faz surgir a inspiração... A quarentena assemelha-se um pouco à cláusura. Ou à contemplação – Atenção, reflexão e consideração. Mal não pode fazer. E muito menos agora.

O "Já não sei onde tenho a cabeça" também não é um estado desejável, principalmente quando temos de tomar decisões claras e corajosas. Pode ajudar muito afastarmo-nos de vez em quando para analisar as coisas com precisão, ver como está a correr a luta e como podemos vencê-la. "Não há soldados maus, só oficiais maus." Esta frase é de Napoleão. Dirigir significa indicar o caminho. A revista WirtschaftsWoche escreveu uma história sobre mim, com o título "A honra do soldado com focinho de porco", numa alusão aos soldados alemães que usavam máscaras de gás em forma de focinho de porco. Acho este título realmente bom. Sem honra, não se pode ser um bom líder e sem uma entrada altruísta na frente de batalha, não se pode ser um bom companheiro. Principalmente em alturas de crise, a amizade e a camaradagem, a preocupação e a solidariedade são tão importantes como o planeamento, a estratégia e a tática. De que adianta o melhor plano se a equipa não acompanhar? Digo-vos uma coisa: estou muito feliz connosco, pela forma como a equipa se manteve unida e focada nesta crise, por aquilo que podemos fazer e pela nossa inteligência. Estou imensamente grato por esta experiência. É fantástico. Na verdade, é só um jogo. Um jogo como o Monopólio, só que com dinheiro a sério. E é porque abordamos o jogo com naturalidade, descontração e muita diversão que vamos ganhar. Não se ganham jogos com desespero, teimosia, medo e de forma trémula, e muito menos quando se trata de tudo ou nada, como agora... Mais vale trabalhar arduamente do que entrar em pânico! Acredito verdadeiramente que a melhor forma de resolver os maiores problemas é com a leveza com que encaramos o jogo, juntos e com humor. É necessária inspiração, mas também tem de haver transpiração :-)... O segredo do sucesso está na proporção de um para dez. Inteligência e dedicação...

A dupla Criatividade e trabalho árduo funciona! Por isso é que NÓS somos bem sucedidos - e estamos sempre em forma. :-) :-) 

Melhores cumprimentos,

Ernst Prost