"A guerra é a morte – A paz é a vida"

Ernst Prost cria uma terceira fundação para a promoção e a manutenção da paz

Abril de 2019 – "Give peace a chance" é o título de uma das canções mais famosas de John Lennon. Dar uma oportunidade à paz, e também promovê-la, é o objetivo da nova fundação de Ernst Prost: "Pessoas pela paz – Paz para as pessoas". "A paz é um pré-requisito para a vida, a integridade e o bem-estar. E por isso, é o contrário da guerra – causa de morte, sofrimento, dor e deportação, pobreza e decadência económica e social. A paz é apolítica e não partidária, e ninguém se pode apoderar dela. Com esta fundação, quero contribuir para a promoção da paz internacional. O objetivo da fundação é promover medidas, atividades e programas pacificadores e de manutenção de paz", afirma o fundador. A fundação será dotada de 1 milhão de euros provenientes do património pessoal de Ernst Prost.

"A equação é simples: a paz significa não haver guerra. Não haver guerra significa não haver armas. Não haver armas significa haver mais dinheiro, que poderá então ser usado para solucionar os problemas realmente urgentes que existem no mundo", afirma Ernst Prost, convictamente. "Infelizmente, resolver esta equação é muito mais difícil. Com a fundação "Pessoas pela paz – Paz para as pessoas", quero contribuir decisivamente para que nos aproximemos da paz mundial."

A fundação será dotada de 1 milhão de euros provenientes do património pessoal de Ernst Prost. Tem sede em Leipheim e, tal como a "Fundação Ernst Prost" e a "Ernst Prost Foundation for Africa", é gerida de forma eficiente e eficaz. Na presidência da fundação encontram-se o fundador, o filho, Benjamin Orschulik, e a companheira de Ernst Prost, Kerstin Thiele. Os três trabalham como voluntários para que as receitas da fundação não sejam absorvidas por custos desnecessários. Desta forma, não há custos com pessoal, nem com salas e rendas.

A fundação "Pessoas pela paz – Paz para as pessoas" persegue objetivos exclusivamente caritativos e sem fins lucrativos. Estes objetivos incluem a promoção de sistemas de segurança social, da formação, da educação, da ciência, da investigação, da compreensão mútua entre povos e da cooperação para o desenvolvimento. Concretamente, isto implica apoiar e concretizar projetos de estudos sobre a paz, bem como instituições que se dedicaram à realização de estudos sobre a paz. O objetivo da fundação é também concretizado através da atribuição de bolsas e prémios para projetos de estudos sobre a paz, da criação de propostas de formação e de publicações que abordam a guerra, a paz e a resolução de conflitos. "Na verdade, o campo de ação e a área de atividades é ainda muito mais abrangente porque existem imensas possibilidades para se promover a paz no mundo. E infelizmente, há uma enorme necessidadede promoção", explica o dono da fundação. Por este motivo, a fundação presta também uma ajuda prática muito pragmática às populações que precisam de ajuda em países subdesenvolvidos, através de auxílio financeiro, de ajudas em bens e de outras medidas que garantam o desenvolvimento económico, cultural e social.

Ernst Prost está convencido de que a vida, a integridade e, em última análise, o bem-estar só podem surgir de forma duradoura se houver paz. "Pelo contrário, os conflitos militares e os meios de manutenção da paz devoram vários milhões de euros", alerta Ernst Prost. Este dinheiro permitiria à população de todo o mundo ter acesso a água potável, alimentação suficiente e tratamento médico. O dinheiro chegaria também para uma proteção séria do meio ambiente, para a criação de infra-estruturas modernas, para um trabalho saudável e satisfatório, para habitações abordáveis e para a prestação de cuidados dignos a doentes e idosos.

Para Ernst Prost, "A paz é um conceito complexo. O seu objetivo final é a paz no mundo, mas mesmo em sociedades como a nossa, onde existe bem-estar, a paz social está ameaçada. Por isso, a minha terceira fundação irá dedicar-se à paz de forma abrangente, a nível local e internacional porque a paz não conhece fronteiras."

Já há muito tempo que Ernst Prost se dedica ao tema da paz. Em maio do ano passado, decidiu financiar a Fundação Ética Mundial, criada por Hans Küng, sendo desde então membro do conselho de curadores dessa fundação. "O meu interesse pessoal em novas culturas e o meu trabalho como gerente da empresa com presença internacional LIQUI MOLY levam-me a visitar pessoas de todas as partes do mundo ou a acolhê-las na sede da nossa empresa como visitantes. Esta partilha intercultural é enriquecedora. Se, por exemplo, clientes provenientes do Médio Oriente, zona fustigada por conflitos, se reúnem connosco num stand de feira, isso mostra-me que há mais elementos de união do que de separação entre os Homens. E, por isso, vale a pena intervir."

 

Dados bancários da Fundação Ernst Prost

IBAN: DE92 3607 0050 0190 0570 00

NIB: DEUTDEDEXXX (Essen)

Banco: Deutsche Bank

Indicar a seguinte finalidade de utilização: Pessoas pela paz – Paz para as pessoas

Contacto

Kerstin Thiele, membro do conselho de administração da fundação

E-mail:           info@menschen-für-frieden.de

Internet: ernst-prost-stiftung.de