O "Made in Germany" e a vida na Alemanha

O diretor da LIQUI MOLY, Ernst Prost, fala do privilégio que é poder viver e trabalhar na Alemanha

Bom dia, caras e caros colegas!

Há quase 30 anos que trabalho para as nossas empresas Liqui Moly e Meguin em Ulm e Saarlouis. Em todos estes anos, conheci pessoas extraordinariamente amorosas, amáveis, bem-educadas e simpáticas nestas duas cidades. Bem-educadas e bem-dispostas :-) Todas as pessoas do mundo inteiro que tive o prazer de receber ficaram maravilhadas com o ambiente e a atmosfera positivos das nossas cidades, e com a amabilidade das pessoas. Sim, nós, Alemães, somos invejados pelo nosso país, pela nossa vida e pelas nossas estruturas sociais. A liberdade, a democracia, o Estado de direito, os cuidados médicos, as garantias sociais, mas também a cultura e as ofertas em termos de lazer que o nosso país nos oferece são únicos no mundo.

É claro que podemos sempre fazer melhor, e é para isso que toda a nossa sociedade se esforça, de forma íntegra e bem-intencionada. Mas quando olhamos para o mundo e para os outros países, podemos concluir que a vida nos corre, a nós Alemães, fantasticamente bem e que vivemos num país maravilhoso.

Quando vejo o sistema de saúde nos EUA, os padrões de vida na América do Sul, a falta de liberdade de imprensa e de opinião em grande parte da Ásia, as condições de vida catastróficas em África e algumas falhas na Europa, percebo muito bem os motivos pelos quais as pessoas dos outros países nos invejam. Falo muitas vezes com os nossos clientes sobre as diferentes condições de vida dos vários países. As pensões, as garantias sociais, as liberdades empresariais, a segurança dos postos de trabalho, os programas públicos de assistência, as infraestruturas, a educação, os direitos fundamentais levam muitas vezes um cartão vermelho. Só alguns países no mundo nos chegam aos calcanhares em termos de padrões de vida.

Também a burocracia alemã, alvo de muitas críticas, é desejada nalguns países, de forma a garantir o Estado de direito, a ordem e a segurança em todos os aspetos da vida das pessoas. É precisamente nestes tempos de luta mundial contra o novo coronavírus que recebemos um enorme sinal de aprovação dos outros países, relativamente às medidas que estamos a tomar e à forma como estamos a lidar de forma bem-sucedida com a crise sanitária e económica. Apesar de todas as diferenças de opinião que, basicamente, são totalmente normais numa democracia com 82 milhões de pessoas, e com que é muito fácil lidar, temos, na Alemanha, um consenso social que nos junta como comunidade mais do que nos separa. Acho que podemos todos estar orgulhosos do país que criámos (e que continuamos a criar) e do quão bem se vive aqui se nos compararmos com os outros no panorama internacional.

Não gostaria de viver e trabalhar noutro país deste mundo.

O "Made in Germany" e a vida na Alemanha. Maravilhoso!

Com os meus melhores cumprimentos,

Ernst Prost